revista

Mwana Afrika

Um legado multi-cultural para as crianças do mundo.

sobre

a revista das crianças

Uma mensagem de Esperança

Pelas Crianças do Mundo

Uma revista Diferente

Queres fazer parte?

Entra em contacto connosco com as tuas ideias e artigos para que possam fazer parte da próxima edição!

contribui

ajuda-nos a crescer

a esperança é tudo

A sua generosidade faz com que o nosso trabalho seja possível. Ajude-nos a espalhar a nossa mensagem para que cada vez mais pessoas conheçam a Mwana Afrika.

COMEÇA AGORA

COMO PARTICIPAR

Acreditamos que para conseguir alcançar os nossos objectivos precisamos da ajuda de todos. Se gostas de participar em causas humanitárias a Mwana Afrika conta contigo.

TENS UM BLOG OU ÉS INFLUENCER?

Ajuda a Mwana Afrika a crescer partilhando o nosso website nas tuas redes sociais ou no teu blogue pessoal.

involve-te

como ajudar ?

faz um donativo

A tua generosidade faz com que consigamos continuar a trabalhar afincadamente para chegar a mais pessoas e ajudar as crianças do mundo.

subscreve à nossa revista

Podes-te tornar um membro da Mwana Afrika subscrevendo à anuidade da nossa revista para teres acesso a todas as publicações.

partilha nas redes sociais

Hoje em dia todas as partilhas nas redes sociais e na Internet podem ajudar um priojecto a crescer de forma positiva. Contamos com o teu contributo para esta causa humanista.

Revista-Mwana-Afrika-1

COMO ESTÃO AS CRIANÇAS DA LÍBIA ?

“Criar uma nova “Revista” é acender uma luz, dar voz a uma consciência coletiva, valorizar uma corrente de opinião e o conhecimento desenvolve-se e generaliza-se através do conjunto de opiniões patentes em cada época e em cada lugar.”

“Uma nova “Revista” já com um objectivo definido, enquadrado numa estratégia concebida para eficácia dos propósitos escolhidos, abre um novo caminho a percorrer.”

Revista-Mwana-Afrika-2

COMO EStÃO AS CRIANÇAS DA SOMÁLIA ?

“Eis que, depois de décadas de sofrimento e incontáveis mortes, a Organização Mundial por vós dirigida parece decidida a olhar para um dos mais tenebrosos quadros que assolam o planeta actualmente.

O conflito na Somália, em África. Digo parece porque, pelo que tenho tomado conhecimento através de informações jornalísticas, ainda há grande vacilação em relação a urgência das medidas a serem tomadas e quem as deve de facto assumir.”

 

revista-MWANA-capa3

COMO ESTÃO AS CRIANÇAS DE ANGOLA ?

“Por várias razões, muitas crianças em Angola, não muito diferentemente do que se passa um pouco por toda a África, enfrentam inúmeras dificuldades, o que constitui um significativo empecilho para o seu normal e harmonioso caminho para a qualidade de adultos física e psiquicamente aptos e seguros de si próprios.”

Como a todas as questões, em sociedades tão complexas e dinâmicas como as de hoje, haveria muitas perspectivas ( e em cada perspectiva diversos ângulos de observação) para responder a essa pergunta concreta.”

REVISTA_ Mwana_Afrika_4_capa

COMO ESTÃO AS CRIANÇAS DE mOÇAMBIQUE ?

“É responsabilidade de todos os adultos desta geração de salvaguardarmos as nossas crianças de qualquer tipo de violência que as leve ao sofrimento no presente e no futuro!

Digamos Não: À intolerância, racial, religiosa, política, social, económica, ódios, invejas e guerras; Não, a todo o tipo de actos anti-humanos que levem ao subdesenvolvimento Humano, dos Países e, da Natureza-Biodiversidade, onde as Crianças são as primeiras vítimas inocentes!”

Capa número 5

como estão as crianças do congo ?

“Os Povos do Kongo, as Crianças dos Kongos num mundo em inversão de marcha a precisar de um travão”

Perante as realidades de “miséria social” um pouco por todo o mundo em especial a Africana e, onde a República do Kongo aqui em foco nos merece redobrada atenção e preocupação, o nosso apelo vai no sentido da necessidade urgente de mudanças de comportamentos, da gestão governamental, duma maior e melhor integração, na salvaguarda do Futuro das Novas Gerações.”

1
revistas públicadas
1
anos de existência

receba notícias nossas

Stay up to date on global charitable giving news & trends, read stories of philanthropy, and learn how the philanthropic landscape is changing.